2348 - Rigolo -  Dicas da Nutri - maio-02

A dieta cetogênica consiste em uma redução drástica de carboidratos na alimentação e para compensar essa alteração, deve-se ter um grande aumento no consumo de gorduras, porém não é qualquer tipo de gordura e sim alimentos como abacate, coco, sementes, creme de leite, azeite, amendoim, castanhas, nozes e amêndoas.

A quantidade de proteína também deve aumentar até constituir cerca de 30% da alimentação, sendo necessário comer carne, frango ou peixe no almoço e no jantar, e introduzir ovos e queijos nos lanches.

Esse tipo de alimentação é indicado e comprovado principalmente para controlar e prevenir convulsões e crises de epilepsia, no entanto, ela também vem sendo utilizada para acelerar a perda de peso e, porém para a relação apenas com o peso não existem ainda muitas comprovações científicas e neste caso nada melhor do que passar por uma avaliação individualizada.

Veja aqui uma tabelinha de alimentos que fazem e que não fazem parte da dieta cetogênica:

sem

Porém nada de seguir dietas sem uma avaliação individual, é preciso ter cuidado para não perder a saúde submetendo-se a um regime desequilibrado de nutrientes sem um acompanhamento – uma vez que a maioria deles está relacionada a grandes restrições alimentares e rápida perda de peso (o que não significa perda de gordura).

Nutri: Mariana Parra.