2348 - Rigolo -  Dicas da Nutri - maio-01

Logo ao despertar, precisamos repor as energias perdidas antes de iniciarmos o dia, principalmente para aqueles indivíduos. Com um bom combustível na barriga, tudo funciona melhor: raciocínio, energia, disposição. No desjejum devemos ingerir cerca de 20 a 25% das necessidades calóricas diária, lembrando que estamos priorizando aquelas pessoas que treinam pesado e logo pela manhã.

 O desjejum de um atleta deve ser completo, incluindo fontes de carboidratos complexos, proteínas, fibras e gorduras boas. Porém, as porções são bem diferentes quando comparamos indivíduos atletas de não atletas.

Aqui vão algumas sugestões de como compor o desjejum de um atleta:  iogurte natural desnatado misturado com frutas  vermelhas e granola natural, leite desnatado batido com banana e aveia, queijo branco, tapioca com ovo e sucos com couve, frutas cítricas, verduras formam uma refeição ideal para começar bem o dia, além de estar agregando algumas castanhas, pasta de amendoim também.

O café da manhã do atleta pode variar de acordo com cada modalidade que  ele pratica. Atletas  de corrida, por exemplo, necessitam de mais carboidrato, que aumentam a disponibilidade energética. Já os atletas de força contam com as proteínas como principais fontes de energia no plano alimentar, pois além de ajudar no rendimento durante o treino, também auxiliam na recuperação muscular pós-treino.

Faça sua avaliação individual!

Aqui vai um exemplo de desjejum completo:

-Suco verde (couve/laranja/beterraba/limão)

-Crepioca (tapioca/ovos/óleo de coco)

-Melão com granola natural

Dica da Nutri: Mariana Parra